Prazeres

Jantares vínicos regressam ao Castanheiro

Os responsáveis pela unidade hoteleira convidaram a Copo Distribuição de Vinhos em parceria com o produtor Vinilourenço

None

É um dos formatos que mais interesse despertam nos apreciadores de vinho. E estão de volta ao Castanheiro Boutique Hotel, já no dia 31 de Outubro, um sábado.

Para o arranque desta nova fase dos Jantares Vínicos, os responsáveis pelo Castanheiro convidaram a Copo Distribuição de Vinhos em parceria com o produtor Vinilourenço.

“O eng. Rui Ló será o orador convidado, onde irá apresentar os Vinhos D. Graça”, explicam, adiantando que, à semelhança das edições anteriores, o jantar será composto por um ‘Set Menu’ de 5 pratos”.

“Cada prato será cuidadosamente preparado, tendo em consideração as características organoléticas de cada vinho”, adiantam.

O evento tem início às 19 horas com um ‘welcome drink’ no pátio do restaurante, seguido de jantar e palestra.

O preço por pessoa é de 40 euros. Uma vez que os lugares são limitados, a organização recomenda que para informações deverá contactar o 291 200 100 ou [email protected]

Sobre o produtor convidado

Horácio Augusto Lourenço plantou as primeiras vinhas na década de 1980 e impulsionou as bases deste sonho, que é seu. O filho, Jorge Miguel Graça Lourenço, desenvolveu a viticultura, criou os vinhos e estruturou a empresa como hoje é conhecida.

É uma história de paixões, luta, capacidade empreendedora e um profundo amor à terra, que se traduz numa pequena empresa familiar com 45 hectares de vinhas e com marcas de vinhos que começam a chegar aos quatro cantos do Mundo. Vinilourenço

A Vinilourenço está situada na pequena povoação do Poço do Canto, concelho da Meda, no coração do Douro Superior. Desde a década de 1980 que a família Lourenço tem vindo a adquirir diversas propriedades no Douro Superior, tendo Horácio Lourenço, após regresso de Angola, idealizado um triângulo imaginário para a localização das suas vinhas.

No início da década de 2000, Jorge Lourenço, com apenas 18 anos, assumiu a responsabilidade de modernizar os 25 hectares de vinha já plantados, seleccionar novas castas para ampliar a área de vinha e estruturar a empresa para vinificar as uvas e comercializar os vinhos produzidos. Nos últimos 10 anos o crescimento da empresa foi imparável, fruto da qualidade e originalidade dos seus vinhos, onde a recuperação de castas antigas do Douro forjaram a imagem das marcas e o reconhecimento da Vinilourenço”, pode ler-se na apresentação do produtor. Vinilourenço

Actualmente a empresa dispõe de 45 hectares de vinha, repartidos pelos concelhos da Meda e Vila Nova de Foz Côa.

A dispersão das várias parcelas de vinha pelo Poço do Canto, Vale da Teja e Pocinho, com uma grande diversidade de clima, solos e altitude entre os 160 e 700 m, de xisto nas zonas baixas e de xisto/granito nas zonas mais altas, permitem a criação de vinhos muito diferenciados. As vindimas prolongam-se por mais de mês e meio, mas o distinto comportamento das mesmas castas plantadas em locais diferentes proporciona uma enorme versatilidade de estilos de vinho.

Fechar Menu